A categoria lugar no ensino de geografia: possibilidades

Esta reflexão pressupõe considerar nas práticas de ensino/aprendizagem os contextos onde se inserem professores e estudantes. Por meio dessa proximidade é possível fazer novas leituras do espaço geográfico.

Quando o processo de ensino/aprendizagem se pauta por uma proposta que considere a realidade dos sujeitos há diversas possibilidades para o ensinar. O pensamento crítico, reflexivo, é construído a partir destas realidades. É entendida de uma forma mais concreta, pois parte da análise de que os sujeitos constroem/reconstroem as suas percepções de mundo, sociedade e lugar.

O lugar é portanto, uma importante categoria para o ensino de Geografia por permitir que os vínculos com o ambiente possam ser refletidos no ambiente de sala de aula. O lugar como categoria deve ser uma das possibilidades para se fazer a leitura do espaço geográfico. Representa a capacidade dos sujeitos pensarem esse espaço e nele estabelecerem relações.

É preciso  observar esse lugar geográfico que também se inculca no global, que também se relaciona com outras escalas e nos traz informações que precisam ser dialogadas. Esse espaço próximo ao estudante, professor deve representar uma sala de aula a céu aberto. o conhecimento de que ao analisar o lugar onde vivo possa por ele ser levado a refletir, dialogar e entendê-lo.

Como estão sendo representados esses espaços?

De que forma têm recebido ou não os investimentos?

Como a escola pode aproximar a realidade dos sujeitos e construir conhecimentos?

São indagações que perfazem o pensamento crítico e nos indica que vivenciar o lugar vai muito além das moradias, do aspecto cultural. Ele perpassa, sobretudo a capacidade de entendendo o lugar onde vivo nele possa agir, entender e dialogar.

Construir caminhos que aproximem a sala de aula, professores e estudantes dos contextos onde estão inseridos é uma das possibilidades de construção crítica e reflexiva.